2:10 am - segunda-feira setembro 9, 2013

Lázaro Martins diz que não fracionou despesas, mas pagou 23 mil por uma solenidade

A festa de solenidade do Pronatec custou 23 mil reais

A empresa cobrou 23 reais por cabeça, mas nas imagens divulgadas pela Assessoria de Comunicação, nota-se que no espaço existem muito menos que 1.000 pessoas.

 

O secretário Lázaro Martins passou o dia todo de hoje explicando em emissoras de rádio sobre duas denúncias que envolvem diretamente as ações de sua secretaria. Numa delas, o vereador Tales Waquim (PMDB), pediu e protocolou na Câmara explicações sobre fracionamento de despesas na Semdes para favorecer empresa e fugir do processo licitatório.

Segundo Lázaro, não existe fracionamento para beneficiar empresa, pois as despesas são distintas e suas finalidades diferentes. Lázaro contratou no mesmo dia a mesma empresa para realizar café da manhã e fornecer quentinhas para a Semdes. Os pagamentos ultrapassaram o valor que dispensa licitação.

Outra denúncia que o secretário Lázaro Martins deve que explicar diz respeito à contratação de empresa para realizar a solenidade de entrega de diplomas para 600 jovens capacitados pela gestão passada através do Pronatec. A solenidade custos aos cofres públicos 23 mil reais.

Lázaro mais uma vez, disse que sua secretaria não fez a licitação, que ficou à cargo da Controladoria Geral das Licitações do Município. Ele informou que além do curso, os recursos também foram deixados na conta pela gestão passada.

O blog conversou com uma representante de empresa que trabalha na execução de eventos do porte que foi realizado a solenidade de entrega de diplomas. Segundo ela, pelo porte apresentado e em conversa com pessoas que estiveram no evento, nada que foi colocado no local do evento justifica uma despesa tão alta.

Lázaro, em sua justificativa disse que a empresa cobrou 23 reais por cabeça. Como havia uma expectativa de presença de mil pessoas, o custo total seria de 23 mil reais. Mas ao que parece essa justificativa cai por terra quando se olha as imagens da festa e nota-se que a Fundação Cidadania, local onde aconteceu não estava como essa lotação toda.

Gedeon está de volta à relatoria. Ele vai dará parecer nas contas de Chico Leitoa

Kenedy está de volta a relatoria

O vereador Kenedy Gedeon foi reconduzido hoje à relatoria da Comissão de Orçamento, Finanças, Obras Públicas, Planejamento da Câmara Municipal de Timon. O plenário acatou pedido feito pelo próprio vereador para seu retorno. Antes a Comissão de Constituição havia deferido o pedido de retorno. Em plenário, Kenedy recebeu votação unânime dos vereadores presentes. Wilma Resende, Francisco Torres e Jair Mainer, não votaram porque estão viajando para São Luis.

O vereador havia sido afastado pela Mesa Diretora da Câmara, que alegou descumprimento do prazo para entrega de relatório com parecer sobre as prestações de contas do ex-prefeito Chico Leitoa. Kenedy alegou que não recebeu a documentação para que pudesse dar seu parecer.

Vereadores acabam com a trégua

Kenedy e Tales: acabou a trégua da oposição

Tales cobra relatório que envolve Decreto de Emergência

Tales Waquim cobrou hoje em discurso na Câmara Municipal de Timon informações à cerca do Decreto de Emergência, que o governo Luciano Leitoa solicitou à Defesa Civil do Estado, no início da administração. Tales disse que o decreto não foi discutido na Câmara.

Com o esse decreto na mão, o Prefeito Luciano Leitoa realizou inúmeras processos de dispensa de licitação e vários gastos desnecessários.

Tales Waquim quer um relatório completo dos processos de dispensa de licitação, o valor total dos gastos e o prazo de duração desse decreto emergencial.

Segundo o vereador é função do parlamentar fiscalizar o Poder Executivo em todas as suas ações, no caso do Decreto de Emergência, ainda pairam muitas dúvidas sobre o pedido solicitado pela Prefeitura, daí a necessidade de sabermos tudo que gira em torno desse decreto. “Nós estamos falando de recursos públicos, milhões de reais que foram gastos e a Câmara precisa dos detalhes”, disse Tales.

Redação: movimentoperiferico_@hotmai.com

Fonte: Ribinha.

Arquivado em: Geral, Maranhão, ribamar

Ainda não há comentários.

Deixe um comentário

*