7:05 am - segunda-feira setembro 9, 2013

Júnior Bolinha: ”Posso morrer a qualquer momento por queima de arquivo”….

A declaração de José Raimundo Sales Chaves Júnior, o “Júnior Bolinha” ao Jornal Pequeno, em matéria veiculada no último domingo (21), se configura em uma acusação grave.

Confessando ter medo de ser assassinado, Bolinha acusa a SSP-MA de realizar sua transferência, do 8º Distrito Policial da Liberdade para a Delegacia de Roubos e Furtos de Veículos (DRFV), apenas como forma de represália.

Ele diz querer revelar à justiça tudo sobre os assassinatos do jornalista Décio Sá e do empresário Fábio Brasil.

Tenho certeza de que a transferência foi represália da Secretaria de Segurança por eu falar com a imprensa quando estava no 8º DP, e dizer que queria ser ouvido pela Justiça novamente para contar tudo o que sei dos crimes que me acusam. É claro que é retaliação por eu querer falar o nome de gente grande envolvida nos crimes (…). Estou com medo de me matarem aqui dentro como queima de arquivo – disse na entrevista.

Uma acusação grave à secretaria de estado de Segurança Pública que pode se tornar pior caso de fato aconteça algo à Júnior Bolinha.

A tensão se instalou no ar…

As informações são do Blog do Marco D’ça

Arquivado em: Geral, Polícia

Ainda não há comentários.

Deixe um comentário

*