3:43 pm - domingo julho 7, 2013

Equipe do Portal Timon, aponta denúncias de transporte irregular

 

Até o momento muita reclamação e elogios perante os trabalhos dos motoristas de kombis e vans que estariam atendendo a alguns bairros do município de Timon.

Existem cooperativas, mais existem os transportes sem segurança aos passageiros e condutores mal disciplinado para a função.

Mais é grande o numero ainda de motoristas que tentam circular em situação irregular, ou seja, sem carteira de habilitação.

Falta em Timon à guarda Municipal e os Fiscais de transito circularam em diversos bairros procurando veículos com as características irregulares e motoristas que estão irregulares no município.

Conversando com um dos motoristas que conduz este trabalho na cidade ele diz; “Trabalhamos com essa informação de que estaria acontecendo o transporte irregular em Timon”. Se for constatado, é melhor as autoridades buscar deixar só os que estão dentro da lei trabalhar’’. Confirmou A.P.S

“Na verdade estes veículos irregulares sem documentação e que não estão em dias deveriam ser encaminhar para um depósito público do DETRAN”.

Nenhum flagrante

Apesar das denuncias, as autoridades não buscas nos locais onde estaria acontecendo o transporte irregular, nenhum flagrante ainda estaria sido feito. “Só podem circular veículos cadastrados nos órgãos competentes, seja na prefeitura para circular na zona urbana ou no DETRAN para viajar para outros municípios”, esta é orientação da lei.

Uma agressão sofrida por humilhação de uma usuária, esta semana, desencadeou esta matéria. ‘‘O problema teria sido provocado por um motorista de uma ‘VAN’ que não passou no local que a passageira iria ficar,  isso fez com que o próprio motorista lhe agredisse verbalmente em dizer que ele não era taxista  para lhe deixar no local desejado’.

A denunciante disse que existia uma placa que apontava que a VAN passaria na formosa, só que não passou, o transporte foi direto para o residencial Julia Almeida.  ( Ela pegou a VAN em frente a Ceasa de Timon), Chegando ao local,  o motorista ainda lhe mandou descer, se ela não saísse de dentro da VAN ali, teria que pagar mais 2 reais do Residencial até a formosa.

Isso fez com que a passageira denunciasse isso a nossa equipe, em afirmar que além de ser apertado a VAN, o motorista ainda obrigava um sentar nas pernas de outros para caber mais pessoas.

Com a resposta as autoridades…

Arquivado em: Maranhão, Radialista Júlio César, Vitrine

Ainda não há comentários.

Deixe um comentário

*