6:36 pm - sábado outubro 19, 2013

Edição Especial: Você deve confiar na religião?

Muitas pessoas acham difícil confiar na religião por já terem se decepcionado com ela. Saiba mais sobre uma religião que é digna de nossa confiança.

Por que você deve examinar sua religião?

 

Imagine que você precisa ser operado por causa de uma doença grave. Visto que sua vida está em risco, você com certeza quer um cirurgião em quem possa confiar. Mas não seria sábio primeiro procurar saber se ele é um bom profissional?

Devemos ter esse mesmo cuidado com respeito à religião. Afinal, se pertencemos a uma organização religiosa, nossa vida espiritual está nas mãos dela. Isso inclui nossa própria salvação.

Jesus forneceu um padrão para nos ajudar a examinar a religião de modo imparcial. Ele disse: “Cada árvore é conhecida pelo seu próprio fruto.” (Lucas 6:44) Assim, ao analisar determinada religião, pergunte-se: Que frutos ela produz? Por exemplo, seus líderes religiosos dão muita importância ao dinheiro? Seus membros seguem os princípios bíblicos quanto à moral e ao envolvimento na guerra? Será que realmente existe alguma religião digna de confiança? Os artigos a seguir analisarão essas questões.

“Cada árvore é conhecida pelo seu próprio fruto.” — Lucas 6:44

Estela e seus filhos sempre iam à igreja. Ela diz: “Eu pedi ao pastor para me ensinar a Bíblia.” Mas ele nunca se dispôs a fazer isso. Por fim, Estela deixou de ir à igreja. Ela continua: “Os representantes da igreja me escreveram e pediram para que eu continuasse a enviar dinheiro mesmo que não pudesse mais ir à igreja. Daí, pensei: ‘Eles não se importam comigo; só querem saber do meu dinheiro.’”

Angelina, que sempre foi religiosa, disse: “Na minha igreja, passavam a cestinha de coleta três vezes em cada ofício e queriam que déssemos dinheiro todas as vezes. Pediam dinheiro o tempo todo. Pensei comigo mesma: ‘Eles não têm o espírito de Deus.’”

As religiões na sua região costumam pedir dinheiro? Será que isso está em harmonia com a Bíblia?

O QUE A BÍBLIA ENSINA?

Jesus, o fundador do cristianismo, disse: “De graça recebestes, de graça dai.” (Mateus 10:8) A mensagem da Bíblia não pode ser comprada; ela deve estar disponível a todos que a queiram.

Então, como os primeiros cristãos cuidavam das despesas da congregação?

Cada um contribuía ‘conforme tinha resolvido em seu coração, não de modo ressentido, nem sob compulsão, pois Deus ama o dador animado’. (2 Coríntios 9:7) O apóstolo Paulo disse: “Foi trabalhando noite e dia, para não impormos a nenhum de vós qualquer fardo dispendioso, que vos pregamos as boas novas.” (1 Tessalonicenses 2:9) Paulo fabricava tendas para se sustentar no ministério. — Atos 18:2, 3.

O QUE DIZER DAS TESTEMUNHAS DE JEOVÁ?

As Testemunhas de Jeová se reúnem em prédios modestos chamados Salões do Reino. Elas nunca passam cestinhas de coleta, não cobram dízimo nem solicitam dinheiro para cobrir suas despesas. Em vez disso, qualquer pessoa que aprecia assuntos espirituais pode discretamente colocar uma contribuição numa caixa de donativos no Salão do Reino.

Como a religião deveria ser financiada?

É claro que a impressão e o envio desta revista envolvem despesas. Mas você nunca verá propaganda comercial ou solicitação de dinheiro em nossas publicações. A ênfase está na divulgação da verdade bíblica.

O que você acha: essa maneira de cobrir as despesas está de acordo com as palavras de Jesus e o exemplo dos primeiros cristãos?

Alberto serviu no exército por quase dez anos. Ele recorda: “Nosso capelão nos abençoava, dizendo: ‘Deus está com vocês.’ Mas aí eu pensava: ‘Como eu posso sair para matar pessoas se a Bíblia diz: “Não deves assassinar”?’”

Ray esteve na marinha durante a Segunda Guerra Mundial. Certa vez, ele perguntou ao capelão: “O senhor vem ao navio e ora pela vitória dos marinheiros. Mas o inimigo não faz o mesmo?” O capelão respondeu dizendo que os caminhos de Deus são misteriosos.

Se essa resposta não o convence, você não é o único.

O QUE A BÍBLIA ENSINA?

Jesus disse que um dos maiores mandamentos é: “Tens de amar o teu próximo como a ti mesmo.” (Marcos 12:31) Será que ele quis dizer que devemos amar só quem é da mesma nacionalidade que nós? Não. Ele também declarou: “Por meio disso saberão todos que sois meus discípulos, se tiverdes amor entre vós.” (João 13:34, 35) O amor cristão superaria qualquer barreira nacional, a ponto de um cristão oferecer a vida pelo outro. Esse amor seria tão extraordinário que se tornaria a marca registrada do cristão.

Os primeiros cristãos viviam de acordo com as palavras de Jesus. A obra The Encyclopedia of Religion (Enciclopédia da Religião) observa: “Os primeiros pais da Igreja, incluindo Tertuliano e Orígenes, afirmavam que os cristãos não podiam tirar uma vida humana, e esse princípio os impedia de fazer parte do exército romano.”

O QUE DIZER DAS TESTEMUNHAS DE JEOVÁ?

Visto que existem Testemunhas de Jeová em quase todas as partes do mundo, muitas delas vivem em países que estão em conflito. Mesmo assim, sua principal característica continua sendo o amor.

Os líderes religiosos ensinam o verdadeiro amor cristão?

Por exemplo, em 1994, durante o conflito étnico entre hutus e tútsis em Ruanda, as Testemunhas de Jeová permaneceram totalmente neutras. As Testemunhas de Jeová de uma tribo davam abrigo às da outra tribo, mesmo correndo grande risco. Quando dois hutus Testemunhas de Jeová foram capturados, a milícia hutu Interahamwe disse: “Vocês vão morrer porque ajudaram os tútsis a fugir.” Infelizmente, esses dois hutus foram mortos. — João 15:13.

O que você acha: as ações das Testemunhas de Jeová estão em harmonia com o que Jesus disse sobre amar o próximo?

Próxima Matéria; A Religião e a Moral.

Editada para a próxima semana.

Com Informações da Watch Tower JW.

 

 

 

Arquivado em: Entretenimento, Radialista Júlio César, Vitrine

Ainda não há comentários.

Deixe um comentário

*