5:04 pm - quarta-feira agosto 21, 2013

Câmara instaura mais uma CPI. Construção do Parque de Vaquejada será investigada

Slide1

 

A Câmara Municipal de Timon instaurou mais uma Comissão Parlamentar de Inquérito – CPI. A segunda CPI instalada na Câmara este ano terá a finalidade investigar e apurar se houve desvio de recursos, e má aplicação do dinheiro público no convênio entre Governo Federal e Prefeitura de Timon na construção do Parque de Vaquejada, obra que foi iniciada em 2010, mas está totalmente abandonada e sofrendo com a ação de vândalos que estão destruindo parte do que foi construído.

A CPI atende a um requerimento do vereador Biú, que por sua vez, idealizou o projeto de construção do parque para abrigar as atrações culturais da cidade que tem vocação para vaquejadas e eventos do gênero, mas sem um local adequado para a realização desses eventos. Biú é autor do projeto que institui o Dia do Vaqueiro em Timon.

Hoje pela manhã os vereadores Tales Waquim e Antonio Filho (Biu), que é vice-presidente de CPI, estiveram no Parque de Vaquejada, na Estrada Vicinal que liga Timon à BR-226, próximo ao Residencial Júlia Almeida. De acordo com os vereadores a visita tinha caráter de inspecionar o que realmente foi construído pela empresa responsável pela obra.

Tales Waquim afirmou que a CPI tem caráter punitiva, mas também quer esclarecer todas as atribuições e culpabilidade da execução da obra, que está paralisada e invadida por vândalos que estão depredando-a. “Nós podemos constatar que a obra não tem nenhuma proteção como uma cerca, por exemplo, com isso o acesso às suas dependências fica facilitado para a ação depredadora”, disse.

O vereador explicou que todos os critérios da obra serão observados pela comissão que ora se instala na Câmara. “Queremos saber por que a empresa não concluiu a obra – já que todos os prazos foram exauridos -, quanto é custo total, qual o valor pago e qual o percentual executado”, disse Tales.

O vereador Biu disse que a sociedade timonense, e principalmente os amantes da vaquejada, precisam de uma satisfação pública sobre a obra. Segundo Biu, “há muito tempo defendemos a construção de um parque de vaquejada para Timon”. “Em 2009 conseguimos que o deputado Sétimo alocasse emenda parlamentar de 300 mil reais para sua construção, infelizmente a obra não foi concluída, apesar de constatarmos que falta muito pouco para sua conclusão”, disse Biú.

Slide2

Parque de Vaquejada é um sonho antigo

O empresário George Lima, que tem uma baia com vários animais de disputa e desfile em vaquejadas, disse que a CPI tem uma importância muito grande para as pessoas que adotaram a vaquejada como cultura. Acostumado a participar de vaquejadas em outras cidades maranhenses George disse que a instalação do parque em Timon gerará emprego, renda e impulsiona o turismo, pois assim como participamos de eventos em outras cidades, em Timon, com a construção do parque próprio, representantes de outros municípios virão para a nossa cidade.

George reclamou o fato da CPI está sendo instalada somente agora, pois a obra foi paralisada há muito tempo. Os vereadores explicaram ao empresário que o pedido para a instauração da CPI foi feito em fevereiro deste ano, mas que a câmara aprovou sua instauração somente este mês e, em pleno recesso parlamentar.

Deputado destinou emenda para a construção do parque

A construção do Parque de Vaquejada foi concebida através de emenda do deputado federal Professor Sétimo (PMDB-MA), que destinou na época 301 mil reais para a construção do Parque de Exposição e Rodeios de Timon, nome original do projeto. A obra foi licitada em 2009 e sua construção foi iniciada em 2010.

O deputado atendeu a várias solicitações dos vaqueiros, empresários do ramo e pessoas que gostam do movimento cultural, que através do vereador Biú fizeram chegar até o deputado a necessidade de implantação do um parque de vaquejada próprio em Timon.

A cidade de Timon, todos aos anos realiza uma grande festa do ramo, na localidade 89, mas em local privado distante da sede do município. Mas apesar das dificuldades, o espaço revebe uma multidão, que nem sempre ganha comodide é um serviço profissional para eventos desta natureza.

 

 

 

 

 

Arquivado em: Geral, Maranhão, ribamar

Ainda não há comentários.

Deixe um comentário

*